in

Deputado da bancada evangélica quer classificar homofobia como doença mental

O líder da bancada evangélica, deputado Sóstenes Cavalcante (DEM), quer que a homofobia seja tratada como “patologia psiquiátrica”. Isso fará com que o quadro seja aplicado como agravante aos crimes de lesão corporal e homicídio. As informações são do Estado de S. Paulo.

VEJA MAIS:



Ele sugere que o agressor passe por uma junta médica para avaliar o caso e só assim seja aplicado o agravante e seja considerado homofobia. A proposta do parlamentar também trará um dispositivo para garantir a “liberdade de expressão” a pastores e religiosos que façam críticas ou que tratem a homofobia como pecado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Operação ‘Alibã’ prende dois traficantes em festa LGBT+

Jogadores de baseball comemoram apertando a mala um do outro durante jogo