in

Estado americano proíbe a discriminação contra casais gays por agências de adoção

Michigan não permitirá mais que agências de adoção que tenham fundamento religioso rejeitem casais gays.

VEJA MAIS:



Como parte de um acordo em uma ação judicial promovida pela American Civil Liberties Union, a procuradora geral Dana Nessel vetou uma lei de quatro leis que permite que os centros de adoção e acolhimento discriminem em nome de suas “crenças religiosas”. Seu escritório anunciou a decisão na sexta-feira em um comunicado chamando o viés anti-LGBTQ por parte das agências de colocação de crianças “ilegal”.

“Limitar a oportunidade de uma criança ser adotada ou promovida por um lar amoroso não só vai contra a meta do estado de encontrar um lar para cada criança, mas também é uma violação direta do contrato que toda agência de colocação de crianças entra em contato com o estado. Nessel disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

United Airlines libera cadastro de gênero “não-binário” em suas passagens

Alagoas realizará o primeiro Mister Gay Alagoas e entra na luta pelo título mundial