in

Governo de Cuba interrompe parada gay e prende ativistas

Governo de Cuba interrompe parada gay

O governo de Cuba enviou policiais para interromper a marcha pelos direitos LGBTQ+, que estava acontecendo como protesto pelo cancelamento do desfile contra a homofobia. Pelo menos três ativistas foram presos.

VEJA MAIS:



Cerca de 100 manifestantes gritavam “sim, é possível!” e caminhavam pela famosa avenida Paseo del Prado, no centro histórico de Havana. A caminhada foi de apenas 400 metros, até ser dispersada pela polícia.

Os ativistas estavam protestando contra o cancelamento da “conga”, que é organizada anualmente há mais de 10 anos, no Dia contra a Homofobia, pelo Centro Nacional de Educação Sexual, sob o patrocínio do Ministério da Saúde Cubano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Bandeira gay no Copan

Arquiteto cria projeto para transformar o Copan em uma bandeira LGBT+ na semana da parada

Cine Olido exibe filme independente O Labirinto da Solidão, feito por jovens da periferia