in ,

Ivete Sangalo e San Sebastian transformaram Morro de São Paulo em uma ilha gay na Bahia

Tem combinações que não tem como dar errado. San Island Weekend, festival gay que aconteceu neste final de semana em Morro de São Paulo, na Bahia, é o resultado disso: música, praia, diva gay, homens lindos e muito profissionalismo. O resultado? Um final de semana inesquecível para mais de 3 mil pessoas de todo o Brasil.
Morro de São Paulo é um dos lugares mais lindos do país, visitado por muitos gringos que aproveitam e estabelecem sua vida por lá abrindo pousadas, bares, barracas de caipirinhas e restaurantes em busca de uma vida mais tranquila e em um paraíso e foi justamente este lugar escolhido para o evento que tinha San Sebastian, uma referência de noite gay brasileira e Ivete Sangalo, uma diva gay, que arrasta seus fãs por onde passa.
Oficialmente o evento aconteceu de sexta, 02, à domingo 04, no entanto a ilha começou a receber os hóspedes no começo da semana, que lotaram 60 pousadas por toda a ilha, que faziam parte do evento. 
Logo na chegada da ilha, restaurantes espalharam bandeiras de arco-íris em sinal de familiaridade com o público. O evento foi excelente para o comércio local por movimentar milhares de pessoas durante a baixa temporada na ilha.
Festas
Quem chegou já na sexta-feira teve pouco tempo, porque a primeira festa, White Party abriu o festival às 15h onde tocaram os DJs Morais, Grá Ferreira, Arthuro Cavalli e Arthur Valete. A festa era do branco, mas como 99% dos homens estavam sem camisa, o branco ficou mesmo na parte de baixo do modelo. 
 
A segunda festa do dia, Blessed on Beach By Rumours, rolou no mesmo espaço, que tinha grandes atrações o DJ israelense Aron, Ana Paula, Las Bibas From Vizcaya, Jerac e Rob Philips. O público respondeu bem a festa e encerrou às 7h da manhã do sábado, mas se fosse pelo desejo do público iria facilmente até às 10h da manhã.
A última festa, que rolou depois do show da diva Ivete Sangalo, contou com uma chuvinha chata que ficava indo e voltando, mas por volta das 3h da manhã estabilizou e o público não deitou, encheu a pista até 8h da manhã. Bares e banheiros sempre funcionais e rápidos, bebida sempre gelada. Caixas para compra de fichas espalhados por vários lugares e funcinoários próximos a pista para agilizar a venda.
Ivete e seu show épico
Por onde Ivete passa seus shows tem sempre uma grande presença do público LGBT, mas certamente este foi um show memorável para o público, porque ela estava 100% dedicada a fazer um show para este público. A diva não cansou de elogiar a produção o evento, do qual ela foi sócia, e ao público.
 
“Os meninos da San Sebastian são demais. Aqui em Morro não tem fornecedor de estrutura, é muito difícil fazer qualquer coisa assim aqui, tem que vir tudo de Salvador, e olha que estrutura linda que eles montaram! ”. “Eu tinha um sonho de fazer um show como este”.
O look da cantora também agradou a grande parte do público, um vestido branco com arco-íris no meio. Deu um efeito lindo e ela estava maravilhosa. Além de se conectar completamente com o público usando uma linguagem bastante particular. “Oi gente, Oi para esse povo que não dorme, a gente não sabe se é 8 AM ou 8 PM”.
Em meio a muitos casais querendo fazer pedidos de casamento aos olhos dela, Ivete convidou ao palco três casais. Um gay, um lésbico e um hétero (que você confere no vídeo abaixo). Foi um momento lindo. E ela não perdeu nenhuma piada, quando foi o momento das duas meninas, ela falou “olha a barriga delas, é negativa. Vocês vão ter que me aceitar com a minha barriga, vocês me aceitam? Se até os 45 não perdi, não vai ser agora”, mostrando seu corpo incrível aos 45 anos.
Ivete cantou, ferveu, pulou por mais de duas horas e um dos momentos mais engraçados do show foi quando ela percebeu o público mudando a letra de sua música e falando “chupa rola”, no lugar de “chupa toda”. “Eu vou deixar vocês cantarem sozinhos agora para eu ver se estou capitando direito a mensagem, e as milhares de pessoas em coro “e aí chupa rola”. Foi sensacional.
 
Ivete também colocou no repertório músicas clássicas dos anos 2000 e para compartilhar este momento, ela trouxe a cantora Carla Cristina para o palco.

Mais uma vez a San Sebastian inovou ao fazer um evento bem diferente e abre espaço para novas edições com grande sucesso.

 

 

3 Comments

Leave a Reply
  1. E a “Lulu de Bruxelas” adoraria ter estado lá, mas a pobrecita anda muito ocupada fugindo do terrorismo em Santa Cruz de Lá Serra, assim como desesperada para arrumar novas faxinasoluções fazendo assim um bom pe de meia para aproveitar as delícias do paraíso tropical quando a boa filha a casa retornar…risos

  2. Na Bahia tem uma ilha das grandes e bem bonita só para as bichas. Aqui em São Paulo fecharam o icônico AUTORAMA, justo um prefeito amaldiçoado, viado irrustido filho de puta, que foi fazer a vontade dos moradores ( que na verdade são todos posseiros ) daquelas ruas que adentram Ibirapuera a dentro. Vamos mudar para a Bahia. LINDA EMANUÉLY – SEMPRE LINDA EMANUÉLY!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Incrível: casal de abutres gay adota filhote abandonado pela mãe

Porque somos tão ansiosos na cama