in ,

Lésbicas são espancadas por seis homens em Santos, litoral de São Paulo

Duas lésbicas foram vítimas de violência homofóbica, além de serem roubadas, em um quiosque localizado na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, no último final de semana. Carolina e Júlia estavam sentadas em um banco do Quiosque Burgman quando os rapazes se aproximaram proferindo palavras de baixo calão, humilhando-as por causa da orientação sexual, chamando-as de “sapatão”, e, ainda, as assediaram gritando palavras como “gostosa”. Em um relato publicado pelas amigas das vítimas no Twitter, ela contou que o estabelecimento estava cheio de gente, mas “ninguém moveu um dedo” para ajudá-las, inclusive os funcionários do bar. Através do stories do Instagram, uma das vítimas narrou o acontecido, contando a aproximação dos agressores, até o momento em que sua amiga sacou uma canivete para tentar se defender, mas, de acordo com ela, dado o número superior de homens, “não demorou” muito e a garota “estava no chão”, sendo agredida, “levando chutes, socos, pontapés e puxões de cabelo”. Por fim, a polícia chegou ao local, elas contam que foram levadas para a delegacia, depois de terem sido revistadas “daquele jeito escroto”. Após falarem com o delegado Marcelo Gonçalves da Silva, de acordo com a denúncia, o mesmo teria se recusado a fazer um boletim de ocorrência por agressão.

VEJA MAIS:



7 Comments

Leave a Reply
  1. Acho que uma lei contra a homofobia só virá quando houver mais representatividade LGBTS no Congresso, se ficarmos esperando que homens héteros vão criar leis a favor de gays, talvez isso nunca aconteça. Lésbicas podiam tomar a frente e se lançar nas eleições para deputada, homens gays parecem que não estão muito preocupados com política, também acho que já passou da hora dos LGBTS terem um partido próprio. Os LGBTS precisam se unir, tem um provérbio que diz: O destino de um reino desunido é a destruição.

  2. Levar o caso para a Corregedoria e Ouvidoria das Polícias. Obs.: de muitas vezes de muitas pessoas diante algo ruim nada fazerem ocorre o camado “Efeito Telespectador”.

  3. O que mais me causa revolta nessa história toda, é a policia vagabunda não mover uma palha se quer para poder solucionar o caso. Raiva profunda disso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Vai viajar? Henry Cavill, o “Super Homem”, é flagrado com a mala GG marcando na calça

WhatsApp lança função que permite chamada de vídeo em grupo