in ,

Pobre Super-Homem Avesso do Herói – Peça aborda questões como HIV e identidade de gênero

Espetáculo estreia dia 1º de dezembro, dia da luta contra a Aids, no CCC, em São Paulo, e promove debates sobre gêneros e HIV aos sábados 

+Noites de Verão – Musical que mistura Shakespeare e Britney Spears estreia hoje em SP
 
O espetáculo teatral “Pobre Super-Homem – Avesso do Herói”, de Brad Fraser, com direção de Jean Mendonça, estreia em 1º de dezembro – dia internacional da luta contra a AIDS – no Centro Compartilhado de Criação – CCC, na Barra Funda, em São Paulo, em curta temporada até o dia 18 de dezembro.

A peça, escrita pelo autor canadense na década de 90, passa por uma releitura do diretor mineiro, com livre inspiração na obra de Caio Fernando Abreu e fotografias do livro “Flexões, um estudo sobre a sexualidade plural”, de André Martins e João Zambom. Não é a primeira vez que a Cia Banquete Cultural trabalha com a obra do controverso autor canadense. Em 2014, a cia adaptou “Amor e Restos Humanos”, também com direção de Jean Mendonça.
 


A peça “Pobre Super-Homem – Avesso do Herói”, trata de forma leve e poética temas como HIV/AIDS e identidade de gênero, assuntos ainda tratados como tabus na nossa sociedade contemporânea, com o intuito de promover uma reflexão crítica sobre essas questões sociais, como é de praxe da Cia Banquete Cultural. O objetivo é ajudar no combate a violência e ao preconceito. De acordo com o diretor, Jean Mendonça, o espetáculo aborda as relações de cinco personagens e suas tentativas em lidar com a solidão dos dias de hoje.

“Cinismo e ironia caracterizam os diálogos rápidos e reveladores sobre diversidade, liberação sexual, AIDS e as diferentes formas de amar”, ressalta o diretor.Segundo ele, o ser humano é exposto sem ressalvas, revelando suas verdadeiras facetas e demonstrando o quão nocivos e maravilhosos podemos ser.

Aos sábados (3, 10 e 17 de dezembro) a Cia Banquete Cultural promoverá no local, antes do espetáculo, debates sobre gênero e HIV, das 18:30 às 19:30h, com pocket show de Renata Peron (cantora e atriz da peça). Mais informações podem ser obtidas na página da Cia https://www.facebook.com/banqueteculturalrj/.
 

Sinopse – David é um artista plástico bem-sucedido, mas em crise de criatividade. Ele decide então retomar a profissão do passado: garçom. Shannon, que ao que tudo indica na peça anterior de Fraser tinha outro nome, é uma mulher transgênero infectada pelo HIV, que sonha em fazer uma cirurgia de mudança de sexo. Kryla (amiga de ambos), Violet e Matt (casal dono do restaurante onde David vai trabalhar), Tom, Benita, Murray, Ellio e Bill completam o círculo de pessoas pelas quais as duas personagens centrais mantém relações ao longo de suas existências. Juntos, remontam memórias e vivem o presente, para assim prosseguirem seus caminhos em busca de uma transformação e um novo sentido para suas vidas na metrópole, tão demarcada pelo caos e solidão.
 
SERVIÇO 
Peça: Pobre super-Homem – Avesso do Herói
Temporada: Dezembro 2016 (Dias: 1, 2, 3, 4, 8, 9, 10, 11, 17 e 18)
Quintas e sextas às 21h / Sábados às 20:30h / Domingos às 19h
Debates: Aos sábados (3, 10 e 17) serão promovidos debates sobre gênero e HIV, das 18:30 às 19:30h, com pocket show de Renata Peron (cantora e atriz do espetáculo)
Local: Centro Compartilhado de Criação (CCC) – Rua James Rolland, 57- Barra Funda – SP
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Reservas e mais informações pela página: https://www.facebook.com/banqueteculturalrj/

One Comment

Leave a Reply
  1. “HIV e identidade de gênero, assuntos ainda tratados como tabus na nossa sociedade contemporânea “, até parece q a homossexualidade ja deixou de ser assunto tabu, sobretudo a homossexualidade masculina, pq a feminina nem tanto, a ponto de uma atriz famosa e hetero ir pra tv dizer q sente atração por algumas mulheres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments




Masoquistas? – Página “Sou Homossexual e vou votar no Bolsonaro” reúne quase 2 mil pessoas

Heroínas! Travestis salvam gays de espancamento na região central de São Paulo