in ,

Policial militar pede afastamento por sofrer ameaças homofóbicas após vazamento de vídeo

O policial militar Leandro Prior que apareceu em um vídeo beijando outro homem em um vagão da linha verde do metrô de São Paulo, pediu afastamento do trabalho depois de sofrer ameaças de morte tanto de internautas, quanto de outros policiais. “Acabaram com a minha vida. Hoje eu estou afastado, passei no médico. Não é só a homofobia o problema, é mais grave que isso, estou sofrendo ameaças de morte”, disse o policial ao G1. Prior teme que a divulgação do vídeo atrapalhe sua carreira na Polícia Militar. Ele está na corporação há quatros anos e, em várias postagens em suas redes sociais, costuma declarar amor ao trabalho na corporação. “Eu quero continuar a trabalhar”, disse, aos prantos, antes de se internar em uma clínica de repouso no sábado (30/06). O advogado do soldado, José Beraldo, disse que será registrado um boletim de ocorrência sobre o caso nesta semana. “É um crime cibernético. Vamos estudar que medidas adotaremos para que o Google e o Facebook nos ajudem a identificar o autor do vídeo e as pessoas que estão fazendo ameaças de morte. Queremos que o material seja retirado da internet.” Segundo Beraldo, “foi um beijo entre amigos, um selinho, nada lascivo”. “Ele está sendo perseguido, ele é vítima de crime de ódio. É um policial do bem, uma pessoa do bem. Vamos fazer de tudo para que ele permaneça na polícia”. Em nota, a Polícia Militar informou que “o policial procurou o serviço médico da instituição e foi encaminhado para tratamento de saúde, por isso está afastado”. A corporação acrescentou que “as ameaças feitas ao PM pelas redes sociais, com conotação homofóbica, estão sendo apuradas”. “Além da investigação, a instituição colocou à disposição do policial militar medidas protetivas, por meio do Programa PM Vítima, da Corregedoria”, conclui a nota. A corporação informou ainda que “a conduta do PM fardado no Metrô captada em vídeo será apurada única e exclusivamente sob o aspecto administrativo, pois demonstra postura incompatível com os procedimentos de segurança que se espera de um policial fardado e armado, que exigem que esteja alerta”.

PUBLICIDADE

Como seria o homem perfeito para você?

Todo mundo tem um tipo de homem perfeito, algumas pessoas têm algo muito bem definido e específico e outras pessoas menos.

Achar o cara perfeito – ou quase perfeito – nem sempre é uma tarefa fácil quando estamos buscando no lugar errado. E isso deve estar acontecendo com você!

O cara perfeito incluí também o que ele deseja. Se apenas uma noite, um lance rápido, um namoro e até um casamento.

Talvez esteja difícil para você encontrar essa pessoa porque ainda não procurou no Disponivel.com. Com mais de 548.284 homens cadastrados tenho certeza absoluta que o “seu número” está lá te esperando. Clique aqui e comece agora mesmo.

Comments

Leave a Reply
  1. A maldade humana é capaz de destruir tudo,até a vida e a carreira de uma pessoa.Infelizmente,é nesse tipo de situação que vivemos no Brasil.Desejo que esse policial se recupere fisicamente e psicologicamente o mais rápido possível e que,um dia,ele seja feliz ao lado de quem ama e volte a sorrir.

  2. Se o policial em questão tivesse beijado UMA MULHER, poderia estar fardado, de serviço, e até mesmo dentro do quartel, que não estaria sendo ameaçado de morte! O problema não foi por ele estar fardado, isso é desculpa esfarrapada: o verdadeiro problema foi ter beijado um homem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Bem dotado, Nick Jonas é flagrado excitado durante partida de golfe; veja

Salva-vidas do Rio impressiona pela semelhança com goleiro da seleção brasileira Alisson Becker