in

STF adia mais uma vez o desfecho sobre a criminalização da homofobia

O Supremo Tribunal Federal (STF) adiou mais uma vez o julgamento sobre a criminalização da homofobia. Celso de Mello, foi o único ministro que falou hoje e leu apenas 11 dos 18 pontos de seu voto, que foi contra as ações.

VEJA MAIS:



Mello recusou o pedido alegando que apenas o Congresso pode tomar essas decisões. Mas reconheceu a omissão do Congresso e destacou que o fato de haver projetos sendo discutindo lá, não é justificativa para a inércia do Legislativo.

A decisão fica adiada para a próxima quarta-feira (20).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Empresa cria chocolate em formato de ânus para o dia dos namorados

Vice-presidente Mourão diz que criminalização da homofobia é um passo além da necessidade