in

Apresentador do Egito é preso após entrevistar um gay

Um dos tribunais do Egito condenou no último domingo (20) o apresentador Mohammed al Ghaity a um ano de prisão, por “desprezo à religião, libertinagem e propagar a homossexualidade”, após convidar um jovem gay ao seu programa.

VEJA MAIS:



Além da condenação por um ano de prisão, ele também deverá pagar uma multa de 3.000 libras egípcias, que da em torno de R$626,72, e a um ano de vigilância, mas ainda cabe recurso em uma instância judicial superior.

Segundo a Agência Efe, a denuncia veio do advogado egípcio Samir Sabry, que foi até a Procuradoria Geral para informar que Ghaity evitou totalmente as leis e contradisse as regras e os pilares mais básicos religiosos.

“O apresentador começou a fazer muitas perguntas, e todas sujas e de baixo nível. As respostas ao vivo foram todas inclusive piores e que não podem ser transmitidas na televisão nem em outros veículos de comunicação”, comentou o advogado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Agustin Fernandez ataca novamente e faz duras críticas ao público LGBT em rede social

Militar que fazia duras críticas ao ‘kit gay’ era um dos maiores pedófilos do mundo