in

Biografia da ativista Luísa Marilac está em pré-venda; confira!

Luísa Marilac nasceu em Minas Gerais e assumiu-se travesti aos 17 anos. Além dos tradicionais traumas associados à transição de gênero em uma família conservadora e de classe baixa, levou sete facadas aos 16 anos, foi vítima de tráfico sexual na Europa, prostituiu-se, foi estuprada e presa mais de uma vez. Alçou-se à fama depois que viralizou no YouTube um vídeo seu com o bordão “E disseram que eu estava na pior”.

VEJA MAIS:



Em uma história de superação, transformou a dor em energia para lutar pela mudança do mundo para mulheres que nascem como ela – com um “pedaço de picanha entre as pernas”, como costuma brincar. Ativista das travestis, trabalha para combater o preconceito com humor e diálogo franco.
Com Nana Queiroz, constrói um relato visceral e poético sobre sua trajetória, dedicado “a todas as travestis que nunca viveram para contar suas histórias”.

A biografia da ativista Luísa Marilac, escrita com Nana Queiroz, está em pré-venda:
http://bit.ly/EuTravestiSaraiva
http://bit.ly/EuTravestiAmazon
http://bit.ly/EuTravestiTravessa
http://bit.ly/EuTravestiLivCuritiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Carlinhos Maia e noivo serão primeiro casal gay a desfilar na SPFW

Câmara dos Lordes aprova relações inclusivas LGBT e educação sexual nas escolas inglesas