in

Tanzânia lança esquadrão para caçar gays e comunidades LGBT

Toda a comunidade gay está em pânico na Tanzânia depois que o governo pediu para que os cidadãos denunciem os gays e anunciou que perseguirá toda a comunidade LGBT nas redes sociais com um esquadrão anti-gay.

VEJA MAIS:



O líder do país anunciou que conta com uma equipe de 17 pessoas que vão rastrear as redes sociais atrás de homossexuais e comunidades LGBT, ainda declarou que vai “colocar a mão neles”. Makonda diz ter recebido mais de 5 mil denúncias da população e mais de 100 nomes.

Desde quando assumiu a presidência, John Magufuli, reprimiu toda a comunidade LGBT. E em 2017 fechou diversos centros de testes de tratamentos de HIV e mandou prender médicos e advogados sob acusação de “promover a sexualidade”.

O país foi notícia em diversos sites do mundo, após a comunidade dos direitos humanos acusar o governo de fazer testes anais forçados para descobrir que algum cidadão é gay.

One Comment

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Champions Ligay

A LiGay (liga gay de futebol) promete resistir a Bolsonaro

Participante do The Voice declara que já faz pornô gay

Cantor do The Voice relembra trabalho como ator pornô gay